26 de jul de 2018

O Museu da Inocência


O primeiro capítulo se chama "O Momento Mais Feliz da Minha Vida.'' Que prazer ter nas mãos um livro que começa assim: com a certeza de que o autor não pretende prender sua atenção fazendo suspense sobre o final, sobre se todos viverão ou não felizes para sempre.

“O poder de um objeto jaz indubitavelmente nas memórias que guarda em si, e também nas vicissitudes da nossa imaginação e das nossas memórias.”

“Mesmo em nossos piores dias, a razão não para de falar conosco; ainda que sobrepujada pela força da nossa paixão, continua a sussurrar, com uma franqueza impiedosa, que nossos atos só servem para acentuar nossa paixão, e portanto nossa dor.”

“Se nós dermos a nossa maior riqueza a um ser que amamos com todo o nosso coração, se conseguirmos fazer isso sem esperar nada de volta, então o mundo iria tornar-se um lugar maravilhoso.”

“Podem dizer o que quiserem, mas a coisa mais importante na vida é ser feliz.”   

Nenhum comentário: